Cuiabá, quarta-feira, 03/06/2020
15:41:29
informe o texto

Notícias / Política

20/05/2020 às 11:00

Mendes se reúne com presidente para tratar de liberação do auxílio de R$ 1,3 bi

Além deste auxílio emergencial o Governo Federal deverá repassar ara os estados um recurso destinado apenas para a saúde pública.

Kamila Arruda

Mendes se reúne com presidente para tratar de liberação do auxílio de R$ 1,3 bi

Foto: Christiano Antonucci/Secom-MT

O governador Mauro Mendes (DEM) participa nessa quinta-feira (21) de uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro e demais governadores do país, para tratar sobre o auxílio emergencial que deve ser liberado pela União para auxiliar os entes federativos a enfrentar a pandemia do novo coronavírus (Covid—19). 

A informação é do secretário de Fazenda, Rogério Gallo, que destaca a importância deste recurso para o estado, tendo em vista a queda na arrecadação registrada nos últimos dois meses devido à doença. De acordo com ele, a reunião se dará por vídeo conferência na manhã desta quinta-feira.

“Nós estamos aguardando para ver quais são as diretrizes. É um recurso muito importante para Mato Grosso. No total, são R$ 60 bilhões para estados e municípios, e nós esperamos que esse recurso comece a ingressar até o final do mês, mais tardar a primeira parcela seja paga no início do mês de junho”, disse o integrante do primeiro escalão estadual.

“A União ainda deverá suspender a dívida dos estados com a União, o que dará um alívio ainda maior para o caixa do Estado. Mato Grosso deve para união e paga por ano algo em torno de R$ 400 milhões. Esses recursos também seriam suspensos por essa lei que foi aprovada pelo Congresso que está aguardando sanção do presidente". 

Com isso, explica Gallo, o estado acaba tendo um alivio de caixa. Em dois meses, Mato Grosso perdeu algo em torno de R$ 300 milhões na arrecadação. Na soma dos recursos repassados pelo governo Federal, que serão quatro parcelas de aproximadamente R$ 325 milhões, mais a isenção da dívida, dá uma uma somatória de mais de R$ 700 milhões. "Por isto é muito importante este projeto para Mato Grosso", reforçou Gallo. 

Gallo ainda acrescenta que, além deste auxílio emergencial o Governo Federal deverá repassar para os estados um recurso destinado apenas para a saúde pública. "São R$ 250 milhões para saúde pública fundo a fundo”.


Além de R$ 1,3 bilhão que vem para o Estado, para ser usado conforme a necessidades, outros R$ 950 milhões serão distribuído entre os municípios, o que totalizando algo em torno de R$ 2,3 bilhões. "Esse dinheiro vem livre para uso conforme a necessidade do estado, segurança, assistência sociais, apoio a microcréditos, pagamento de folha salarial e outros". 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet