Cuiabá, quinta-feira, 24/09/2020
07:33:12
informe o texto

Notícias / Judiciário

09/08/2020 às 08:15

Farmácia é investigada por irregularidades na aplicação de testes rápidos para covid-19 em MT

Caso foi denunciado pela Vigilância Sanitária de Rondonópolis

Camilla Zeni

Farmácia é investigada por irregularidades na aplicação de testes rápidos para covid-19 em MT

Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Em meio à pandemia do novo coronavírus e o crescimento de casos diagnosticados em Mato Grosso, uma farmácia de Rondonópolis (212 km de Cuiabá) entrou na mira do Ministério Público do Estado (MPE) por suspeita de irregularidades na venda de testes rápidos para covid-19.

De acordo com a promotora de Justiça Joana Maria Bortoni Ninis, responsável pelo caso, foi por meio de um ofício da Vigilância Sanitária que o Ministério Público foi notificado do caso.

O órgão de fiscalização municipal apontou que soube que o estabelecimento, localizado na Avenida Bandeirantes, no centro do município, vinha aplicando testes rápidos para diagnóstico da doença, sem observar as normas vigentes.

Entre as irregularidades, foram apontadas que a farmácia não apresentou, para a Vigilância Sanitária, registros dos testes que já foram realizados e nem no momento da inspeção. A empresa também não mostrou nota fiscal da compra de kits e não comprovou se os testes aplicados teriam registro na Anvisa. 

Ainda conforme a Vigilância Sanitária, a farmácia não tem autorização municipal para fazer os testes, segundo determina normas da Anvisa, e não soube informar o tipo de produto, marca e a orientação de execução dada pelos fabricantes.

De acordo com o MPE, a Vigilância chegou a suspender a atividade da empresa até que fossem adequadas às normas sanitárias, aplicou multa e encaminhou o caso ao Ministério Público. 

Agora, em despacho assinado em 30 de julho, a promotora deu 10 dias para que a Vigilância repasse mais informações sobre o caso, considerando que um ofício anterior enviado ao órgão não teve resposta.

Covid-19

Segundo o governo do Estado, o município de Rondonópolis é o terceiro no ranking de maior número de pessoas infectadas por covid-19, com 3.624 casos. Desses, 189 pacientes morreram e 1.027 ainda estão sob monitoramento. O Hospital Regional de Rondonópolis, única unidade de gestão estadual, também já tem 100% dos leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) ocupados.

Em Mato Grosso, o número de casos totais chegou a 60.409 nessa quinta-feira (7). Os óbitos já eram 2.051.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet