Cuiabá, quinta-feira, 04/03/2021
15:45:35
informe o texto

Notícias / Agro e Economia

17/02/2021 às 14:26

Atoleiro deixa mais de 100 carretas paradas na BR-158

O trecho mais crítico é o único sem asfalto, entre a localidade de Alô Brasil e o entroncamento com a MT 322

Leiagora

Todo ano o drama dos caminhoneiros que precisam escoar a safra de Mato Grosso se repete. A combinação de tráfego intenso em trechos de rodovias sem asfalto e em meio ao período de chuvas causa os já conhecidos atoleiros. Desta vez, mais de 100 carretas ficaram paradas ao longo da BR-158.

A situação é dramática. O trecho mais crítico é o único sem asfalto, entre a localidade de Alô Brasil e o entroncamento com a MT 322.

Os motoristas descrevem a situação como uma verdadeira vergonha e pedem mais ação e menos politicagem dos governantes. As estradas esburacadas e cheias de lama provocam quebras nos caminhões e dificultam o escoamento da safra.

“Estamos aqui às margens da BR-158, aqui em Mato Grosso, e está uma verdadeira vergonha para a gente. Muito trabalho, caminhão quebrando, estrada ruim, cheia de lama. Está ruim para escoar a produção. Queria pedir aos governantes para olhar por essa BR e nos ajudassem, porque está uma vergonha”, comenta um motorista.

O Ministério da Infraestrutura informou que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) tem atuado diligentemente para garantir a trafegabilidade da rodovia. Após definir o traçado, o lote que inclui a rodovia já foi licitado e o projeto encontra-se em fase de elaboração.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet