Cuiabá, segunda-feira, 14/06/2021
01:23:59
informe o texto

Notícias / Política

10/05/2021 às 16:43

CPI dos Medicamento fará vistoria em centro de distribuição e contratará técnicos

Brito foi escolhido relator e já aproveitou para alfinetar a oposição, mas garantiu que o fato de ser da base não irá interferir no trabalho

Alline Marques

CPI dos Medicamento fará vistoria em centro de distribuição e contratará técnicos

Marcus Brito é relator da CPI e Paccola ficou como membro

Foto: Câmara de Cuiabá

O vereador Marcus Brito Junior (PV) assumiu a relatoria da CPI dos Medicamentos e já aproveitou para alfinetar a oposição e, por outro lado, garantiu que o fato de integrar a base de sustentação do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) não irá interferir no trabalho. 

Inclusive, já anunciou que a primeira ação da CPI será visitar o Centro de Distribuição onde os medicamentos vencidos foram encontrados. Ele também informou 
que pretende solicitar a contratação de profissionais especializados na área, como bioquímico e farmacêutico. “O nosso objetivo é fazer um trabalho detalhado e técnico, ir a fundo nessa celeuma para garantir todas as respostas”, finalizou.

Brito afirmou que não irá descansar enquanto não apresentar respostas para a população, “doa a quem doer”. “Na verdade, a gente tem que acabar com esse sensacionalismo. Não existe isso, temos que prestar um serviço pensando na sociedade. Base e oposição, não existe nesse momento, temos que trabalhar em prol da sociedade e desmistificar essa questão", afirmou. 

Brito aproveitou para ironizar a oposição, alegando que existem vereadores que utilizam redes sociais para enfatizar, mas não realizam trabalho real. Ele disse ainda que vai refazer os passos dos vereadores que realizaram a fiscalização e irá compartilhar o trabalho com o grupo. "Quero que eles me ajudem", alfinetou o parlamentar fazendo referência especialmente ao vereador Diego Guimarães (Cidadania), que trouxe o caso à tona nas redes sociais.

O tenente-coronel Marcos Paccola (Cidadania), que foi escolhido como membro titular da CPI, também deu a sua alfinetada. Único integrante da oposição na Comissão, ele afirma que se os parlamentares da base atuarem de forma parcial, poderão manchar as suas carreiras na vida pública.

Paccola disse que como membro poderá fazer os questionamentos e dar encaminhamentos à CPI, mas aproveitou para cobrar uma atuação imparcial dos colegas, lembrando que serão cobrados pela sociedade. "A minha intenção nessa CPI é trazer os fatos a serem esclarecidos e eu acredito que Marcus Brito e Lilo Pinheiro farão uma condução imparcial, porque caso contrário, estarão prejudicando a si mesmo, a sua vida pública”, afirmou.

A CPI dos Medicamentos foi instaurada no Legislativo Cuiabano na semana passada, por meio de um requerimento de autoria do vereador Lilo Pinheiro (PDT), presidente da Comissão.

A intenção é investigar a questão referente os remédios com prazo de validade vencido encontrado no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos da Capital.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet