Cuiabá, sábado, 20/07/2024
03:33:50
informe o texto

Notícias / Política

09/04/2024 às 17:29

"NÃO É UMA SOLUÇÃO"

'Não é uma solução emergencial que pode ser resolvido em 120 dias', diz Mendes sobre construção da MT-030

Isso, porque a obra levaria, no mínimo, quatro anos para ser concluída

Paulo Henrique Fanaia

'Não é uma solução emergencial que pode ser resolvido em 120 dias', diz Mendes sobre construção da MT-030

Foto: Reprodução

Quando o assunto são os problemas na estrada de Chapada dos Guimarães, o governador Mauro Mendes (União) garante que a construção da MT-030 não é uma solução emergencial para o entrave vivenciado na região do Portão do Inferno, na MT-251. Isso, porque a obra levaria, no mínimo, quatro anos para ser concluída.

“Então, nós estamos falando de quatro anos. Não é uma solução emergencial que pode ser resolvido em 120 dias”, rebateu o gestor na manhã desta terça-feira (9).
 
A construção da MT-030, que deve ligar Cuiabá a Chapada dos Guimarães, voltou a ser discutida no final do ano passado, após registro de deslizamento no Portão do Inferno. Quem defende com unhas e dentes o início dessa obra são os deputados estaduais, especialmente Ondanir Bortoline, o 'Nininho' (PSD).
 
Porém, o governador afirma que uma obra dessa magnitude não acontece de uma hora pra outra. Segundo ele, somente o trâmite inicial de elaboração de projeto, autorização do Ibama e licitação para contratação das empresas leva no mínimo dois anos, o que tiraria o caráter emergencial da obra.
 
“Uma obra dessa natureza que é subir morro, sair da altitude de 200 metros, 800 metros de altura, morrarias, vai demandar talvez viadutos, grandes aterros, túneis, alguma coisa pra vencer essa diferença de nível pra chegar lá em cima. Isso é um esforço de engenharia gigantesco, pra uma obra dessa é aproximadamente dois anos, se correr tudo muito bem. Então nós estamos falando de quatro anos”, afirma Mendes.
 
O orçamento para realizar o projeto de construção da MT-030 foi fechado em R$ 15 milhões e mais R$ 35 milhões que serão destinados para o primeiro ano da obra por meio da Secretaria de Infraestrutura de Mato Grosso (Sinfra-MT).

O problema no Portão do Inferno
 
Desde dezembro do ano passado, a região do Portão do Inferno acumula problemas estruturais devido ao deslizamento de rochas causados pelo grande volume de chuvas. Para evitar problemas e tentar conter um pouco a situação, o governo interditou parcialmente a estrada ao mesmo tempo em que busca uma solução para a questão.
 
Na semana passada, o governador Mauro Mendes, acompanhado de uma comitiva de lideranças políticas do estado, se reuniu em Brasília para apresentar ao presidente do Ibama, Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça o projeto para solucionar de forma definitiva o problema estrutural. A ideia é realizar o retaludamento do Portão do Inferno, uma forma de terraplanagem para construir uma estrada um pouco distante do precipício.
 
Rodrigo Agostinho garantiu que irá dar a celeridade que o caso requer na tramitação da proposta no Ibama e também disse que irá pessoalmente ao ICMBio para agilizar o processo de licenciamento das obras.
 
Ainda nesta semana, um grupo de técnicos do governo de Mato Grosso deve se reunir com membros do ICMBio na Capital Federal para apresentar o projeto de obras.

 
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet