Cuiabá, quarta-feira, 25/11/2020
15:11:01
informe o texto

Notícias / Judiciário

09/08/2019 às 10:29

Defesa de fazendeiro que matou agrônomo entra com pedido para revogar prisão

O crime aconteceu em Peixoto de Azevedo, quando Paulo chegou por trás e desferiu cerca de 6 tiros contra a vítima

Maisa Martinelli

Defesa de fazendeiro que matou agrônomo entra com pedido para revogar prisão

Foto: Reprodução internet

A defesa do produtor rural Paulo Faruk de Moraes, que matou o engenheiro agrônomo Silas Henrique Palmieri Maia no município de Peixoto de Azevedo, entrou com pedido de revogação de prisão preventiva. A solicitação está sendo analisada pelo Ministério Público.

Diante de diversos pedidos do advogado de Faruk de conceder benefícios, o réu foi autorizado, no mês de maio, de trabalhar ou estudar dentro da unidade prisional e, no mês passado, a Justiça indeferiu um pedido para que ele viajasse a Juara a fim de comparecer a uma consulta médica.

Saiba mais: Juiz nega pedido de viagem de homem que matou engenheiro agrônomo em MT

Agora, no último dia 5 de agosto, a defesa resolveu entrar com pedido para revogar a prisão preventiva. O pedido foi encaminhado ao Ministério Público, pelo juiz Rafael Depra Panichella, da Vara Única de Porto dos Gaúchos, para que se manifeste.

Em março, a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) manteve a prisão de Paulo, levando em conta a periculosidade do réu.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet