Cuiabá, quarta-feira, 29/01/2020
13:15:21
informe o texto

Notícias / Polícia

07/12/2019 às 13:40

Mulheres são mortas pelo inconformismo no término do relacionamento, diz defensora

A maioria das mulheres vítimas de feminicídio, são mortas dentro do ambiente doméstico e familiar

Gabriella Arantes

Mulheres são mortas pelo inconformismo no término do relacionamento, diz defensora

Foto: LTV - Leiagora

A defensora pública do Núcleo de Defesa da Mulher de Cuiabá (Nudem), Rosana Leite, afirmou ao Leiagora, que a maioria das mulheres vítimas de feminicídio, são mortas dentro do ambiente doméstico e familiar. Este tipo de crime é caracterizado pela morte de uma mulher exclusivamente por questão de gênero.

“As mulheres estão morrendo pelo inconformismo com o término do relacionamento, o que é muito grave”, disse a defensora. 

Segundo Rosana, o feminicído pode ser evitado com políticas públicas de prevenção e conscientização, com investimentos nos meios de apoio e inclusão das mulheres violentadas. “O feminicídio é um delito que pode ser prevenido e evitado, os casos de morte precedem de delitos menores, como uma ameaça ou lesão corporal, por isso o trabalho do poder público é muito importante”. 

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) publicou em novembro deste ano, um levantamento informando que entre janeiro e setembro foram registrados 36 casos de feminicídios em Mato Grosso.

Outras motivações 

De acordo com dados da Sesp, foram 70 mortes de mulheres por outras motivações. São 40% por motivação 'passional', 27% por envolvimento com drogas, 7% por rixa, 7% por vigança, 2% por pedofilia, 2% por álcool e 1% por ambição.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet