Cuiabá, sábado, 26/09/2020
16:53:59
informe o texto

Notícias / Judiciário

11/08/2020 às 11:53

TCE-MT suspende licitação de Santo Antônio do Leste

O pregão tem objetivo de contratar empresa para prestação de serviço de limpeza, conservação, higienização e asseio predial e hospitalar, entre outros.

Leiagora

O conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) Luiz Carlos Pereira determinou, cautelarmente, que a Prefeitura de Santo Antônio do Leste suspenda imediatamente a continuidade do procedimento licitatório para futura e eventual contratação de empresa para a prestação de serviços terceirizados para atender as secretarias municipais.

O Pregão Presencial n.º 005/2020, na modalidade registro de preços, tem por objetivo a contratação de empresa para prestação de serviços como limpeza, conservação, higienização e asseio predial e hospitalar, coletor de lixo, cozinheira, auxiliar de cozinha, vigia noturno e supervisor.

A medida cautelar foi solicitada em Representação de Natureza Externa proposta pela empresa Samira Ibrahim Khargy Gomes – ME, sob argumento de excesso de formalidades, bem como desvio de finalidade do procedimento licitatório, que no caso de pregão presencial é de menor preço.

A representante declarou que, embora tenha ofertado o menor preço, foi desclassificada do certame com base em suposta inadequação da planilha de custos, em razão do não atendimento das normas da Consolidação das Leis do Trabalho e das Convenções Coletivas de Trabalho das respectivas categorias.

A empresa alega, no entanto, que a desclassificação não observou o disposto no edital, que estabeleceu a modalidade de pregão presencial do tipo menor preço global, bem como que as verbas trabalhistas não são critérios de julgamento, devendo ser considerado apenas o valor global de cada cargo.

“As omissões na planilha de custos não ensejam necessariamente a desclassificação das respectivas propostas, caso seja possível a correção das falhas sem que haja alteração do valor global originalmente ofertado”, sustentou o conselheiro em sua decisão.

Luiz Carlos Pereira verificou ainda que a representante apresentou declaração expressa no sentido de que se responsabilizaria integralmente pelos encargos trabalhistas.
 
O Julgamento Singular Nº 560/LCP/2020 foi publicado no Diário Oficial de Contas desta segunda-feira (10) e ainda será analisado pelo Tribunal Pleno, que decidirá pela homologação ou não da medida cautelar. 

 
As informações são do TCE-MT

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet