Cuiabá, sábado, 06/03/2021
06:17:32
informe o texto

Notícias / Judiciário

18/02/2021 às 17:35

MP tem 48 horas para explicar à Justiça compra de R$ 1,6 milhão em iPhones

Compra de celulares foi homologada pelo MP em novembro e já foi alvo de outras ações judiciais, além de críticas da imprensa nacional

Camilla Zeni

MP tem 48 horas para explicar à Justiça compra de R$ 1,6 milhão em iPhones

Foto: MPMT

O Ministério Público de Mato Grosso tem o prazo de 48 horas para entregar à Justiça o relatório técnico comparativo que justificou a compra de 201 aparelhos iPhone 11 Pro Max. O despacho foi assinado pela juíza Célia Regina Vidotti, da Vara de Ação Civil Pública e Popular de Cuiabá, nessa quarta-feira (17).

“Ocorre que tal relatório técnico é indispensável para a análise da questão posta nos autos, na medida em que, em tese, justifica a escolha da tecnologia específica selecionada para o procedimento licitatório atacado”, explicou a magistrada ao pedir o documento.

A juíza também observou que o documento deveria estar disponível para consulta pública mas não foi localizado no Portal da Transparência do Ministério Público.

Compra de smartphones

O pregão de registro de preços para a compra de smartphones foi homologado pelo Ministério Público em 18 de novembro e causou grande mobilização na imprensa e sociedade. 

No edital, o MP fez exigências bastante específicas, o que acabou resultando na compra de 400 celulares do tipo iPhone 11 Pro Max e Samsung Galaxy. Ao todo, a compra custou R$ 2,2 milhões.

Após a confusão, o Ministério Público justificou a compra como sendo necessária para auxiliar o trabalho dos promotores e procuradores, considerando que, na pandemia da covid-19, os trabalhos passaram a ser feitos de forma remota.

Apesar da justificativa, ao menos quatro ações sobre o tema foram propostas na Justiça.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet