Cuiabá, quinta-feira, 18/07/2024
13:54:57
informe o texto

Notícias / Política

03/07/2020 às 09:50

Deputado diz que Neri tem carta branca para negociações e base não tem resistência a Lula

Além de Neri, Blairo Maggi é quem conduz as tratativas para viabilizar a candidatura do deputado ao Senado

Da Redação - Alline Marques / Da Reportagem Local - Jardel P. Arruda

Deputado diz que Neri tem carta branca para negociações e base não tem resistência a Lula

Foto: AL-MT

O deputado federal Neri Geller, presidente regional do PP, recebeu carta branca dos correligionários para conduzir as negociações para a disputa majoritária. Ele conta com o apoio do ex-senador Blairo Maggi (PP) para tentar articular sua candidatura ao Senado e agora costura uma aliança com a Federação Brasil da Esperança, formada por PT, PC do B e PV, que já tem a ex-reitora Maria Lúcia Cavali Neder como pré-candidata ao governo e o ex-presidente Lula na briga para retornar à Presidência. 

Apesar da base bolsonarista, o deputado Paulo Araújo (PP) garante que não há resistência do grupo em apoiar o ex-presidente Lula e afirma que Neri tem apoio irrestrito da base. “Ele (Neri) que vai dar essa direção para o partido. Resumidamente, quem manda e comanda o partido é o deputado Neri e o ministro Blairo Maggi”, afirmou.

Neri brigou para ser candidato no palanque do governador Mauro Mendes (União), mas ao que tudo indica, o chefe do Executivo deve fechar uma aliança com Wellington Fagundes (PL). Apesar da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) permitir que Mauro possa apoiar mais de um candidato ao Senado desde que eles fechem chapa pura, o arranjo político não favorece o progressista. 

Isto porque Neri já possui acordos fechados com MDB e PSD e não teria como cumprir, por isso ele agora corre contra o tempo para viabilizar sua candidatura ao Senado e para isso buscou negociar uma aliança com a esquerda indo direto na direção nacional do PT, isto porque a militância petista teria resistência em aceitar o grupo do parlamentar, que é ligado aos barões do agronegócio. Além disso, o próprio deputado, nos 4 anos de mandato atuou como base do governo Bolsonaro, o que pode ainda prejudicar essa aliança. 

Ainda assim, Neri aguarda um posicionamento do próprio Lula, que poderia acabar cedendo à aliança para garantir o apoio de parte do agro em Mato Grosso e do grupo do deputado no estado, que conta com lideranças municipais.

Apesar de Bolsonaro ser favorito em Mato Grosso, Paulo Araújo garante que não seria problema para a base apoiar Lula. Ele revelou ainda que a legenda tem pesquisas internas que mostram o comportamento do eleitorado nessa polarização na disputa à Presidência e que está subsidiado de informações.

“Então, a gente está muito tranquilo na decisão que o deputado Neri for tomar, porque ele está muito bem subsidiado de informações, tanto nessa questão de presidente, de Bolsonaro, de Lula, quem está crescendo, quais regiões têm mais Lula ou mais Bolsonaro. Neri tem o aval do partido, inclusive nacionalmente para fazer as articulações necessárias”, completou, garantindo que também não tem qualquer dificuldade em apoiar Lula para presidente.

“Eu sou da base dos servidores públicos, e a maioria, tirando da segurança pública, vota no Lula. Não tenho restrição a nenhum dos dois”, finalizou.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet