Cuiabá, sábado, 20/07/2024
11:40:14
informe o texto

Notícias / Política

11/01/2024 às 10:44

PRIMEIROS ERROS

Prefeito descumpre TAC e equipe de monitoramento notifica Ministério Público

Nomeações sem comunicado prévio e recontratações feitas pelo prefeito estão na mira do MPE

Kamila Arruda

Prefeito descumpre TAC e equipe de monitoramento notifica Ministério Público

Foto: Assessoria Apromat

A equipe de Apoio e Monitoramento que fiscaliza o cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) na Saúde de Cuiabá já identificou o descumprimento de uma clausula por parte do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

O emedebista não teria informado ao Ministério Público Estadual (MPE) os nomes dos gestores que ficariam à frente da Secretaria de Saúde, após o comando da pasta ter retornado para a gestão municipal.

A informação é do procurador estadual Hugo Felipe Lima. Segundo ele, o prefeito teria que ter apresentado os nomes ao órgão ministerial antes de ter efetivado as nomeações. Isso, porque o TAC determina que os nomes sejam avalizados pelo Ministério Público.

Leia mais: Emanuel nomeia professor como secretário de Saúde e Samaniego na diretoria da Empresa Cuiabana

“Pelo TAC, o MP tinha que avaliar os nomes primeiro, mas ele [o prefeito] nomeou e somente depois comunicou ao MP os nomes. Então, mandei um ofício ao MP informando o descumprimento”, explicou.
 
Diante disso, a equipe de Monitoramento encaminhou, nesta quarta-feira (10), um ofício ao Ministério Público informando sobre o descumprimento.
 
O Termo de Ajustamento de Conduta previa que os cargos de diretoria da Secretaria Municipal de Saúde deveriam ser preenchidos com base em uma série de requisitos.
 
Além disso, determina que o Ministério Público avalize os nomes indicados pelo chefe do Executivo Municipal, antes da efetiva nomeação.
 
Segundo o procurador, que integra a equipe que fazia parte do grupo de intervenção estadual na saúde de Cuiabá, e agora faz parte da equipe de monitoramento, Emanuel primeiro efetuou todas as nomeações e apenas depois apenas  ao órgão fiscalizador.
 
Hugo Felipe afirma que o grupo de apoio também está apurando outro possível descumprimento. Segundo ele, há informações de que o prefeito estaria readmitindo servidores contratados, os quais foram exonerados pela equipe de intervenção no final do ano passado, antes do fim do período interventivo.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet