Cuiabá, segunda-feira, 17/06/2024
21:37:23
informe o texto

Notícias / Política

20/04/2024 às 16:47

REGULAMENTAÇÃO MUNICIPAL

Vereador propõe reconhecimento facial para usuários; intenção é inibir crimes contra motoristas de app

A funcionalidade já estaria disponível em dois dos maiores aplicativos do mercado, bastando ser habilitada

Marina Martins

Vereador propõe reconhecimento facial para usuários; intenção é inibir crimes contra motoristas de app

Foto: Assessoria

O vereador Fellipe Corrêa (PL) apresentou, na última sessão ordinária da Câmara Municipal, nesta quinta-feira (18), uma alteração ao projeto de lei nº 6.376, que dispõe sobre a regulamentação do transporte remunerado privado individual de passageiros. 

A propositura veio depois dos assassinatos brutais de três motoristas por aplicativo em Várzea Grande.

Conforme o parlamentar, a proposta é exigir dos aplicativos o reconhecimento facial ou identificação biométrica do usuário antes do início de cada viagem.

Fellipe Corrêa falou sobre o assunto em entrevista ao programa Entre Elas, na Rádio Capital, na sexta-feira (19).

“Você, motorista de aplicativo, que recebe uma chamada e nunca sabe o que vai encontrar quando vai começar as viagens [..] o nosso projeto de lei, que nós propomos, é para obrigar as plataformas a exigir reconhecimento facial dos passageiros ao início de cada viagem, assim como exige de você motorista. […] Ao exigir que haja essa identificação biométrica ou reconhecimento facial a gente impede que os aplicativos de terceiros sejam usados sem o consentimento desses terceiros, por meio de furto ou até de fraude nos cadastros, mas também desestimula que terceiros sejam cúmplices ao emprestar o seu cadastro pra outras pessoas cometerem crimes”, explicou.

O vereador reiterou que a funcionalidade já está disponível em dois dos maiores aplicativos do mercado em número de usuários e motoristas parceiros - Uber e 99 - bastando apenas ser habilitada. 

“Ao regulamentarmos isso, nós temos a possibilidade de fazer uma mudança de funcionamento, talvez, de aplicativo a nível de Brasil”, reforçou.

Sobre a competência, o parlamentar garantiu que é de responsabilidade dos municípios regulamentar e fiscalizar o funcionamento do transporte por aplicativo, conforme está previsto no Plano Nacional de Mobilidade.

Fellipe acredita que a obrigatoriedade do usuário fazer o reconhecimento facial é a opção mais viável no momento, sem gerar custos.

“Por que a gente está debatendo botão de pânico - que é relevante, utilizado pra vítimas violência doméstica, mulheres com medida protetiva -, a gente está debatendo câmera, e isso vai gerar um custo. Não só de equipamento, mas também da internet. Por que a gente está discutindo tudo isso em vez de obrigar as plataformas a usarem uma ferramenta que já têm nos próprios aplicativos?”, concluiu.

O projeto ainda vai ser apreciado em plenário.

O vereador por Várzea Grande, Bruno Rios (PL), colega de partido de Fellipe Corrêa, já anunciou que vai apresentar o mesmo projeto na Câmara Municipal de VG.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet