Cuiabá, terça-feira, 18/06/2024
06:05:35
informe o texto

Notícias / Política

23/05/2024 às 15:22

SUPOSTA RACHADINHA

Edna afirma que não foi notificada sobre prazo final para apresentar defesa junto a processante

Na última terça-feira (21), o presidente da Comissão Processante que investiga Edna Sampaio, o Sargento Vidal (MDB), afirmou que a defesa da vereadora tinha até esta quinta-feira (23) para se manifestar no processo

Vanessa Araujo

Edna afirma que não foi notificada sobre prazo final para apresentar defesa junto a processante

Foto: Câmara de Cuiabá

A vereadora Edna Sampaio (PT) afirma que seus advogados não foram notificados sobre o prazo máximo para apresentar defesa junto a Comissão Processante que investiga a suposta prática de “rachadinha” em seu gabinete.

“Quem tem que ser notificado é o meu advogado e até este exato momento, ele [advogado] recebeu apenas o processo, não recebeu prazo, não foi notificado de absolutamente nada. Então assim, eu vou responder o quê? Meu advogado vai responder o quê?”, questionou a vereadora. 

Segundo a parlamentar, ela tem sofrido um “massacre” por parte dos colegas de parlamento e espera que o Judiciário possa recolocar as coisas em seu devido lugar. 

“Eu espero que nessa estrutura do Judiciário não se permita fazer, continuar fazendo o massacre que tem sido feito contra mim aqui. Eu espero que haja juízes no Judiciário para poder recolocar as coisas no seu devido lugar. […] Não fiz nada de errado, não cometi nenhum crime”, afirmou Edna. 

Na última terça-feira (21), o presidente da Comissão Processante que investiga Edna Sampaio, o Sargento Vidal (MDB), afirmou que a defesa da vereadora tinha até esta quinta-feira (23) para se manifestar no processo e que o relatório seria entregue até a próxima segunda-feira (27) ao presidente da Câmara de Cuiabá, Chico 2000 (PL).

Até o momento, a defesa de Edna não se manifestou na Comissão Processante e apenas ingressou com ações no Judiciário para tentar suspender os trabalhos, mas foi derrotada em duas ocasiões.

Na mais recente derrota, a desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos assegurou a legitimidade da atuação do grupo de trabalho e negou o pedido da parlamentar.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet