Cuiabá, quarta-feira, 12/08/2020
02:02:54
informe o texto

Notícias / Geral

26/06/2020 às 10:02

Colapso: Várzea Grande tem 100% de leitos ocupados e 41 pacientes aguardando UTI

Secretário de saúde do município destacou que casos ainda vão crescer e população precisa rever comportamentos

Camilla Zeni

Colapso: Várzea Grande tem 100% de leitos ocupados e 41 pacientes aguardando UTI

Foto: Reprodução

O município de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, já chegou ao colapso do sistema de Saúde. Lá, todas as vagas nas unidades de Pronto Atendimento e de Urgência e Emergência estão ocupadas. 

De acordo com o secretário de saúde do município, Diógenes Marcondes, a preocupação ainda piora considerando que há 41 pessoas aguardando vagas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e nas enfermarias. Esses pacientes, segundo o gestor, tratam de covid-19.

Boletim informativo do governo do Estado, divulgado na noite dessa quinta-feira (25), apontou que Várzea Grande é a terceira cidade no ranking de mais casos da doença em Mato Grosso. Até essa data o município tinha 968 pessoas diagnosticadas com covid-19, sem considerar os casos de subnotificação. Por lá, 97 mortes já ocorreram pela doença, o que deixa a cidade com uma das maiores taxas de mortalidade. 

Marcondes ponderou que os casos da doença ainda estão em crescimento em todas as regiões de Mato Grosso, sendo que o Estado já está com 88% das UTIs comprometidas. Lembrou ainda que Várzea Grande está classificada com potencial de risco muito alto para contaminação por covid-19, assim como outras 14 cidades.

"A situação, se não for revertida, tende a se tornar dramática para todos, pois a covid-19 não escolhe classe social, não escolhe cor, nem religião, portanto, cada um tem que fazer sua parte, sob pena da conta ser a mais grave possível", avaliou o gestor.

“Ou as pessoas reveem seus conceitos quanto à pandemia do Coronavírus, ou mais vítimas se terão pela frente e não apenas em termos de óbitos, mas também em termos de convivência em sociedade e de respeito às regras mínimas”, continuou.

Quarentena obrigatória
Na segunda-feira (22), o juiz José Luiz Lindote, da Vara Especializada de Saúde Pública de Mato Grosso, determinou que Cuiabá e Várzea Grande façam quarentena obrigatória, a fim de tentar controlar as taxas da covid-19 no município.

A decisão atendeu pedido do Ministério Público do Estado, que apontou o alto risco de contaminação nas cidades e ponderou que o governo do Estado já tinha recomendado o fechamento de atividades não essenciais nesses municípios. A determinação teve início nessa quinta-feira (25) e deve durar 15 dias.

Contudo, o MP tornou a acionar a Justiça na noite de quarta-feira (24), alegando que o decreto que regulamenta a quarentena em Várzea Grande não contempla a decisão judicial. O órgão pediu que a Prefeitura faça as adequações e implante barreiras sanitárias no município, sob pena de multa de R$ 100 mil por dia.

 
Com informações da assessoria

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet