Cuiabá, terça-feira, 02/03/2021
01:31:00
informe o texto

Notícias / Política

22/02/2021 às 16:11

MT pode perder vacinas estrangeiras se aval do Ministério da Saúde não sair em breve

Deputado líder da bancada diz que CEO de laboratório já sinalizou pela desistência da venda de vacinas

Camilla Zeni

MT pode perder vacinas estrangeiras se aval do Ministério da Saúde não sair em breve

Foto: Assessoria

O estado de Mato Grosso poderá perder a possibilidade de adquirir vacinas estrangeiras para combate à covid-19, caso o Ministério da Saúde não libere, nos próximos dias, os estados a negociarem a compra das vacinas com laboratórios estrangeiros. 

A informação foi repassada pelo deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade), em conversa com a imprensa na manhã desta segunda-feira (22). O parlamentar destacou que esteve em reunião com representantes internacionais do laboratório anglo-sueco AstraZeneca, e que teriam sinalizado uma desistência de tratativas comerciais com governadores brasileiros, entre eles o de Mato Grosso. 

“A AstraZeneca está desistindo. Ele falou que vai desistir e liberar para outros países. Você faz o pedido e a vacina não está aqui, vem de outro país, importada. E estavam para desistir de fazer essa reserva para o Estado de Mato Grosso, como a Sinovac. O governo do Estado fez esse contato mas não vamos conseguir segurar esse estoque. Outro país vai chegar com dinheiro e vai levar”, colocou o deputado.

Leia também - Veja como bancada federal de MT se posiciona sobre vacina contra a covid-19

Líder da bancada mato-grossense, o deputado federal ainda pontuou que o Estado vacinou, após um mês de campanha, apenas 3% da população, e que, ainda assim, é uma margem maior do que a média nacional. 

O parlamentar também comentou que aguarda uma manifestação do Ministério da Saúde a respeito de uma reunião, nesta segunda-feira, para tratar sobre a liberação da compra de vacinas estrangeiras pelos estados. Ele, porém, reafirmou defender a medida e ponderou que haveria uma preocupação da União em “concorrer” com os governos, o que, segundo ele, não existe.

“Acho um erro. Tem, sim, que liberar os estados para comprarem a vacina para ajudar. Vai diminuir a pressão do SUS. O Governo Federal não está dando conta e nenhum estado quer ficar acima da Federação, de forma alguma. A gente que ajudar o Governo Federal para complementar a vacinação e que para que a gente possa vacinar mais gente”, finalizou o deputado.

Na semana passada, o governador Mauro Mendes (DEM) havia apontado que tinha até sexta-feira (19) para receber uma manifestação do Ministério da Saúde sobre o assunto. Isso porque, segundo ele, as negociações para a compra das vacinas estrangeiras já estavam avançadas.

Conforme o governo do estado, a intenção de Mato Grosso é comprar 1,5 milhão de doses contra a covid-19. Para isso, o estado reservou R$ 100 milhões.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet