Cuiabá, sábado, 13/04/2024
18:54:09
informe o texto

Notícias / Política

21/02/2024 às 07:45

QUASE PRONTO

Comissão adia apreciação das contas de Emanuel Pinheiro para a próxima sexta

A apreciação do relatório deveria acontecer nesta quarta-feira, todavia Demilson afirmou que está analisando de forma mais aprofundada o voto divergente do conselheiro Valter Albano

Paulo Henrique Fanaia

Comissão adia apreciação das contas de Emanuel Pinheiro para a próxima sexta

Foto: Paulo Henrique Fanaia / Leiagora

A Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária da Câmara de Cuiabá adiou a apreciação do relatório das contas de gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) para a próxima sexta-feira (23). Isso, porque o relator do processo, o vereador Demilson Nogueira (PP) ainda não finalizou o seu voto.

O progressista, contudo, já deixou claro que irá seguir a recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que sugere a repovação dos balancetes do emedebista relativas ao ano de 2022.
 
A apreciação do relatório deveria acontecer nesta quarta-feira (21), todavia Demilson afirmou que está analisando de forma mais profunda o voto divergente do conselheiro Valter Albano, único membro do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) que votou pela aprovação das contas do prefeito.
 
“O eixo do voto está ok e nós estamos dando uma trabalhada na questao do voto divergente apresentado pelo Albano, mas ainda essa semana nós vamos finalizar essa etapa qual seja, a de apresentar o relatório. O norte eu digo que é o voto do Antônio Joaquim, mas por respeito o Albano, por isso estamos dando uma olhada mais detalhada no voto dele”, garantiu Demilson à reportagem do Leiagora na manhã desta terça-feira (20).
 
No final de 2023, o Tribunal de Contas reprovou as contas de gestão do atual prefeito da Capital. Apenas Albano apresentou voto divergente dos demais conselheiros que optaram por seguir o parecer do relator, conselheiro Antônio Joaquin, no sentido de reprovar os balancetes.

Em seu relatório, Antônio Joaquim aponta um rombo de R$ 1,2 bilhão nas contas do município. 
 
Demilson já garantiu que vai seguir o entendimento do TCE, ou seja, pela reprovação das contas, afinal, segundo o próprio vereador, o Tribunal é órgão técnico que tem competência para tratar sobre o tema.
 
Caso o relatório seja aprovado pela comissão na sexta-feira, já na segunda (26), o Colégio de Líderes da Casa de Leis pode decidir colocar o processo para votação na próxima sessão ordinária, que deve acontecer na terça-feira (27).
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet