Cuiabá, terça-feira, 25/06/2024
00:53:24
informe o texto

Notícias / Política

04/04/2024 às 08:07

DESENVOLVE MT

Governador autoriza criação de crédito especial para empresários de Chapada, afirma deputado

De acordo com Avallone, a ideia é ajudar os empresários que foram afetadas economicamente com a interdição na região do Portão do Inferno

Da redação - Paulo Henrique Fanaia / Da reportagem local - Jardel P. Arruda

Governador autoriza criação de crédito especial para empresários de Chapada, afirma deputado

Foto: AL / MT

O governador Mauro Mendes (União) autorizou a criação de uma linha de crédito especial para os empresários do município de Chapada dos Guimarães, que desde o final do ano passado vem sofrendoprejuízos econômicos devido a interdição parcial da MT-251, na região do Portão do Inferno. A informação foi repassada pelo deputado estadual Carlos Avallone (PSDB) na manhã desta quarta-feira (3).
 
O parlamentar afirma que deu essa sugestão ao chefe do poder Executivo Estadual nesta terça-feira (2), durante a viagem a Brasília. De acordo com ele, o Mendes gostou da ideia e deu o sinal verde para que o benefício seja concedido por meio do programa Desenvolve MT.
 
“A proposta é de darmos crédito através do Desenvolve MT, com juros diferenciado, talvez com carência a mais para Chapada dos Guimarães. O governador autorizou, já estivemos no Desenvolve, fizemos a primeira reunião com autorização do secretário César Miranda com participação do secretário Welaton e na semana que vem já teremos uma proposta de como será isso”, afirmou Avallone.
 
Desde dezembro de 2023, a região do Portão do Inferno, na MT-251, estrada que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães, sofre com problemas estruturais e chegou a registrar deslisamentos. Com isso, a região passou a ser monitorada pela Secretaria de Infraestrutura, e a estrada ficou parcialmente bloqueada, o refletiu diretamente na economia do município de Chapada, tendo em vista que a passagem de veículos de carga está proibida.
 
Avallone conta que o projeto visa oferecer crédito aos empresários com o objetivo de dar um “oxigênio a mais” para que eles se recuperem economicamente. “Estamos trabalhando para estar dentro do que o Banco Central autoriza, mas é uma tentativa de dar algo que não seja inferior a sete ou oito meses de carência”.
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet