Cuiabá, terça-feira, 18/06/2024
04:04:55
informe o texto

Notícias / Política

23/05/2024 às 18:02

FIM DA BRIGA

Garcia lamenta concessão do Parque Nacional de Chapada: 'Queríamos o Parque livre, mas o Governo Federal decidiu diferente'

A concessão do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães foi assinada nesta quarta-feira (22) em comemoração ao “Dia Internacional da Biodiversidade”

Da Redação - Vanessa Araujo / Da Reportagem Local - Jardel P. Arruda

Garcia lamenta concessão do Parque Nacional de Chapada: 'Queríamos o Parque livre, mas o Governo Federal decidiu diferente'

Foto: Divulgação

O secretário-chefe da Casa Civil, Fábio Garcia (União) lamentou a oficialização da concessão do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães (62 km de Cuiabá) para a iniciativa privada. Para o integrante do primeiro escalão estadual, seria mais vantajoso se a unidade de conservação ambiental fosse administrada pelo estado.

 

A maior crítica dele se dá devido a cobrança para acessar ao Parque. “A nossa proposta era realizar grandes investimentos em Chapada, sem custos para os visitantes e sem cobrar entrada no Parque Nacional de Chapada dos Guimarães. Acreditávamos que isso atenderia melhor ao interesse público do que a proposta escolhida, que prevê um investimento de apenas R$ 18 milhões e uma cobrança de até R$ 100 por pessoa para entrada no parque. A gente quer que aquele parque seja livre, liberado, gratuito para todas as pessoas visitarem com grandes investimentos, mas o governo federal decidiu por outro caminho”, disse nesta quarta-feira (22)

 

A concessão do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães foi assinada nesta quarta-feira (22) em comemoração ao “Dia Internacional da Biodiversidade”.

 

Com a assinatura do contrato, começam as atividades previstas para os próximos 30 anos, incluindo investimentos na infraestrutura. Nos primeiros cinco anos, a Parques Fip deve investir R$ 18 milhões em atividades de apoio à visitação, revitalização, modernização, operação e manutenção dos serviços turísticos.

 

A Parques Fip venceu o leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) em 2 de fevereiro.

 

Anteriormente, o governo estadual também tentou administrar o parque, mas retirou-se da disputa antes do leilão devido a divergências com o ICMBio.

 
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet