Cuiabá, segunda-feira, 02/08/2021
15:10:56
informe o texto

Notícias / Variedades

18/08/2018 às 09:00

Periquitos na região do Paiaguás surpreendem quem passa por perto

A árvore fica coroada de aves verdes

Iury Lupaudi e Laura Arruda

Periquitos na região do Paiaguás surpreendem quem passa por perto

Foto: Pinterest

Não há quem passe e deixe de ver os periquitos cantando, voando e pousando em uma árvore que fica na avenida Dr. Hélio Ribeiro, região do Centro Político em Cuiabá. Com o nome científico de Brotogeris Chiriri, são conhecidos por 'Periquito-de-encontro-amarelo'. Todo fim de tarde, os pássaros voam sobre os prédios e pousam todos juntos na árvore. Eles repetem o movimento até escurecer.


Mas por que eles se comportam dessa forma? Por que essa árvore? Para falar sobre o assunto, o portal de notícias Leiagora / LTV entrevistou a bióloga e pesquisadora de ecologia da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso), Jéssica Rodrigues de Almeida.

Para nossa surpresa, ela explica que os Periquitos-de-encontro-amarelo gostaram da árvore e é importante preservá-la, porque eles escolheram o local como dormitório.

"Não tem mistério, esses periquitos simplesmente escolheram essa árvore para dormitório. Eles se alimentam aos arredores do Centro Político e voltam para dormir. Essa espécie de pássaro é encontrada no cerrado, no pantanal e tem ampla distribuição em Mato Grosso. Se tem recurso, tais como alimento, aí eles ficam. Talvez o fato da destruição de outras árvores, para as construções de prédios, fez com que eles optassem por estar nesta árvore na avenida".


A bióloga acredita que a ação humana não interfere nos pequenos animais, pois eles já estão acostumados com os ruídos dos veículos e a presença do homem. "Essa espécie não tem nenhum problema com a ação do homem, porque eles já se acostumaram com o meio antrópico em que associa a espécie humana. É uma espécie que está em grande quantidade, ou seja, não está em extinção".


A pesquisadora afirma que eles são simpáticos e barulhentos. "Essa espécie é simpática, por isso as pessoas têm um carinho por eles. É uma espécie que possui uma reprodução legalizada em que se é permitida a comercialização. Eles são barulhentos mesmo, fazem carinho um ao outro, formam pares, andam em bandos, limpam as penas do outro, tiram piolhos. São muito queridos". Finalizou a especialista.

Veja vídeo no LTV : https://www.youtube.com/watch?v=VQhRN84-3SM  

   

 

 
Sitevip Internet