Cuiabá, quarta-feira, 12/05/2021
01:09:25
informe o texto

Notícias / Geral

16/04/2021 às 10:35

​Promotor de Justiça Célio Fúrio morre vítima da covid-19

Promotor teve a covid-19 e foi internado para tratar sequelas da doença no dia 25 de março

Camilla Zeni

​Promotor de Justiça Célio Fúrio morre vítima da covid-19

Foto: Assessoria

O promotor de Justiça Célio Joubert Fúrio, do Ministério Público de Mato Grosso, morreu na manhã desta sexta-feira (16), aos 56 anos, após sofrer de complicações provocadas pela covid-19. 

Fúrio foi internado em uma enfermaria em Cuiabá no dia 24 de março, e chegou a entrar na fila de espera por um leito em 
Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em razão da falta de vagas nas unidades privadas. Contudo, no dia seguinte, ele conseguiu um quarto e foi intubado, após apresentar sequelas da covid-19 - doença a qual já teria tratado. Na época, colegas de trabalho do promotor informaram ao Leiagora que a situação era estável. 

No dia 29 de março, diante de um agravamento em seu quadro, a família decidiu transferi-lo para um hospital particular em São Paulo, onde ele permanecia desde então. Fúrio deixa esposa e dois filhos.

“Estamos profundamente abalados e tristes com a perda do nosso colega e amigo Célio Fúrio. O momento é de dor, de luto e de muita tristeza. Vivemos uma situação de pandemia  muito difícil. Que tenhamos fé e esperança por dias melhores e sabedoria para lidarmos com tantas perdas”, disse o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, em nota enviada pelo MPE.

Célio Fúrio ingressou no Ministério Público do Estado de Mato Grosso em  1992 e atuou nas comarcas de Água Boa, Tangará da Serra, Rondonópolis, Várzea Grande e em Cuiabá. Na Capital, era conhecido por relevantes serviços prestados no combate à improbidade administrativa, dentre as quais diversas ações judiciais que resultaram em condenações de pessoas como o ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Geraldo Riva.

 
Atualizada às 11h

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet