Cuiabá, quinta-feira, 18/07/2024
12:35:20
informe o texto

Notícias / Política

29/03/2024 às 17:01

PORTÃO DO INFERNO

Para acelerar liberação de obra na MT-251, Mendes mobiliza bancada federal a fim de articular com ICMBio e Ibama

A empresa ganhadora da licitação só poderá começar os trabalhos após a autorização dos órgãos ambientais

Da Redação - Gabriella Arantes / Do Local - Amanda Garcia

Para acelerar liberação de obra na MT-251, Mendes mobiliza bancada federal a fim de articular com ICMBio e Ibama

Foto: Marcos Vergueiro/Secom

O governador Mauro Mendes (União) afirmou que vai mobilizar a bancada federal em Brasília, sob a liderança do secretário chefe da Casa Civil de Mato Grosso, Fabio Garcia (União), no intuito de acelerar a liberação dos órgãos ambientais e posteriormente começar a execução das obras no trecho do Portão do Inferno, na MT-251, entre Cuiabá e Chapada dos Guimarães. 

A empresa ganhadora da licitação emergencial, Lotufo Engenharia, só poderá começar os trabalhos após a autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade (ICMBio). 

“Nós vamos agora pedir para a nossa bancada federal. O deputado Fábio Garcia, chefe da Casa Civil, vai liderar o processo em Brasília. Vai marcar com o ICMBio e com o Ibama para que eles tenham celeridade e atendam esse pedido de urgência e emergência”, disse o governador nesta quinta-feira (28). 

O pedido de urgência para a liberação dos trabalhos aos órgãos ambientais foi feito no dia 13 de março. O governador informou ainda que na quarta-feira (27) foi realizada uma nova solicitação. 

“Ontem nós fizemos um pedido de reforço alertando a importância da emergencialidade que está presente neste caso. Pedindo a eles que façam a autorização de imediato. Autorizando, cinco dias depois a obra será iniciada”, explicou Mauro. 

O Governo do Estado anunciou nesta quinta (28) a solução definitiva escolhida pela Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado (Sinfra) para resolver o problema estrutural na região conhecida como Portão do inferno.


A opção escolhida pela Sinfra foi o projeto de retaludamento do paredão. Basicamente, um processo de terraplanagem com cortes e destruição das pedras.
 
Clique aqui, entre na comunidade de WhatsApp do Leiagora e receba notícias em tempo real.

Siga-nos no Twitter e acompanhe as notícias em primeira mão.


 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Paulo Oliveira 30/03/2024 às 00:00

    Sem pressa governador!Os comerciantes (ramo alimentação) estão chorando de barriga cheia! Sabem quanto custa uma garrafinha “Long Neck” nos restaurantes da Chapada? R$ 20,00! Agora vejam quanto eles pagam pro distribuidor, “ R$ 3,00 no máximo!

 
Sitevip Internet