Cuiabá, quinta-feira, 26/11/2020
05:49:57
informe o texto

Notícias / Política

28/10/2020 às 15:36

Leitão diz que Bolsonaro errou ao apoiar coronel e Senado não é laboratório

Em entrevista ao programa Política Agora desta quarta-feira (28), o candidato assegura ser o mais preparado para ocupar o cargo

Eduarda Fernandes

Leitão diz que Bolsonaro errou ao apoiar coronel e Senado não é laboratório

Foto: Helder Douglas / Playagora

Candidato ao Senado Federal, o ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) Leitão garante que não disputa o apoio do presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) e ainda avalia que o chefe do Executivo se baseou num "currículo de papel" para anunciar sua candidata: coronel Rúbia Fernanda (Patriota).

Em entrevista ao programa Política Agora desta quarta-feira (28), o candidato disse que o Senado não é lugar para fazer laboratório e assegura ser o mais preparado para ocupar o cargo.

Leia também - Taques alfineta Leitão e diz que deixou PSDB por escândalo de corrupção na Seduc; assista

Leitão enfatiza que já possui relação com o presidente devido ao período em que ocuparam o cargo de deputado federal e que têm ideias e lutas muito parecidas, a exemplo do impeachment da ex-presidente Dilma Roussef.

“Então, realmente, não é que disputa o apoio. Agora, não pode achar que a escolha do presidente por uma candidata quer dizer que ele está acertando. Ele está errando na escolha. Porque não vai ajudar ele. [...] O que eu tenho combatido é o seguinte: não adianta ele escolher uma candidata que não vai ajudar nem ele, nem Mato Grosso. Não conhece os problemas”.

Leitão esclarece que sua objeção à adversária não segue a linha da depreciação, porém analisa que ela não tem preparo para resolver as demandas de Mato Grosso, tendo em vista que ela “nunca disputou nada” e “foi promovida dentro de um Tribunal de Contas do Estado, nunca foi pra rua fazer um operação, nunca comandou um pelotão”.

Neste contexto, Leitão afirma que também tem o perfil buscado por Bolsonaro por ser homem, católico e ter experiência. “O Senado Federal não é o lugar para fazer laboratório. Essa é a preocupação. Não conhece os problemas como eu fui resolver lá na região de Juína do setor florestal, é um debate diferenciado. O Senado Federal é uma câmara alta do legislativo brasileiro. É como pegar um médico recém formado e colocar na urgência/emergência”.

Leitão é taxativo ao declarar: “não sou mais inteligente que ninguém, só estou mais preparado”.

Confira a íntegra da entrevista


 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Em parceria com Engaje Sitevip Internet